Black Friday no segmento de eventos: como obter sucesso no período

blog-post-image

Se o cliente ainda não é o centro de suas estratégias de negócios, está na hora de voltar duas casas e repensar. O comportamento do consumidor está diferente de décadas atrás, nas quais ele costumava ser passivo e a criação de produtos e serviços acontecia mais por instinto de necessidade do que, propriamente, através de um estudo de mercado.

Hoje, as vendas estão muito mais conectadas com sensações, benefícios e vantagens do que com aspectos físicos. E essa linha de raciocínio vale para qualquer segmento. Perceber o que satisfaz o público e descobrir como manter-se em constante aperfeiçoamento é o ponto de partida de qualquer estratégia bem-sucedida. 

Quem trabalha na área de eventos entende tudo isso melhor do que ninguém, já que lida diariamente com conquistas e realização de sonhos.

Ainda que a qualidade esteja atrelada ao preço em grande parte dos casos, oferecer oportunidades reais de ganhos pode ser muito proveitoso ao seu negócio. A exemplo disso, a mundialmente famosa última sexta-feira do mês de novembro, conhecida em todo o planeta como Black Friday, é um verdadeiro ímã de oportunidades online e offline para ambos os lados.

É isso mesmo! Nativa do digital, especialmente adotada por e-commerces de varejo, com o passar dos anos a época dedicada às ofertas excepcionalmente atrativas ganhou extensão omnichannel e diversificou seu leque de setores da economia. 

Mas como aproveitar para fechar mais contratos para a sua empresa de eventos na época da Black Friday no Brasil? Bem, reserve alguns minutos para a leitura deste breve porém eficiente compilado de informações fortes e valiosas, e comece a colocar em prática aquelas que mais fizerem sentido para a sua empresa.

1 | Planejamento e organização são vitais em qualquer campanha promocional

É possível lançar uma promoção do dia para a noite e ser bem-sucedido? Pois é, não podemos dizer que não, porém essa é uma aposta arriscada, sem dúvidas.

Tudo aquilo que é bem planejado e executado tem previsibilidade de acertos e margem para erros. Até mesmo financeiramente falando, quando existe uma boa organização, as chances de prejuízos caem consideravelmente.

E quando se trata de uma época conhecida do público, no qual ele estará preparado para o consumo, não traçar uma estratégia com antecedência é mais do que arriscado: é colocar a sorte nas mãos da concorrência.

2 | Para extrair ao máximo as potencialidades do conceito da Black Friday, estude estender o tempo da oferta

Na área de eventos, o tempo de decisão é um pouco diferente do restante do mercado. E um dia apenas não é suficiente. Isso porque a compra por impulso é pouco frequente (para não dizer inexistente). Geralmente, o público já vem pesquisando há algum tempo os produtos e serviços que gostaria de contratar. É disso que você precisa se aproveitar. 

A escolha ocorre por aquela “cereja do bolo” que estava faltando, e oferecê-la é o seu trabalho. Planeje inserir aquele plus que é o empurrãozinho do sim para a sua oferta. 

Crie senso de urgência, mostrando que esses benefícios são por tempo limitado e que nenhum concorrente poderá fazer igual. “Lance a pedra” e aguarde o retorno por alguns dias. Esse espaço é necessário justamente em razão da complexidade da escolha. 

Caso o cliente ainda fique com dúvidas, tenha uma carta na manga. A Black Friday, que no seu caso será uma Black Week ou um Black Month, é sobre saber atrair o cliente na medida certa da sua jornada.

3 | Fortaleça a imagem da sua empresa com o público-alvo

Muitas empresas fazem mau uso do período, adotando práticas que enganam o público, tais como subir preços algumas semanas antes para depois fazê-los retornar ao patamar anterior. Além de ser má-fé, fazer algo assim é péssimo para a reputação da marca no mercado.

A Black Friday pode ser um bom momento para estabelecer uma relação de confiança com os seus clientes. Uma vez conquistados por uma boa oferta, não terão nenhum receio de voltar a fazer negócio e, mais do que isso, indicar a sua empresa como referência.

Experiência é tudo, aproveite os atrativos promocionais que vão além dos preços!

4 | Divulgue suas campanhas nos mais diferentes canais

E isso tem a ver com a primeira dica que colocamos neste artigo: PLANEJAMENTO!

Não adianta criar uma campanha sem fazer um bom investimento financeiro em divulgação. Isso vale tanto para mídias pagas digitais, como o Facebook Ads e o Google Ads, como para outras formas de fazer campanha, até mesmo contando com a parceria com influenciadores. E você não imagina o quão positivo poderá ser o retorno.

5 | Aprenda com os resultados

Após viver mais uma black friday histórica, todos os acertos e erros devem entrar para a balança da campanha do próximo ano.

Uma boa forma de medi-los é com os relatórios da MeEventos, utilize a função de "Feiras/Showroom" e crie uma "BlackFriday 2021". 
Registre os leads capturados durante o período em:
"Como Conheceu>Feiras>BlackFriday 2021".

É importante levar o aprendizado adiante, e estar sempre com a informação correta sobre os desejos dos seus clientes na ponta da língua. Lembre-se que ao conhecer seu público profundamente, fica mais fácil atender as expectativas e obter sucesso em seus negócios.
Quando é a Black Friday?

Por mais que ela seja tão popular, a quantidade de pessoas que perguntam sobre a data em que a Black Friday acontece não é pequena. Bem, o dia oficial, conforme mencionamos no início deste conteúdo, é a última sexta-feira do mês de novembro, anualmente. 

No entanto, algumas marcas lançam mão da fama do conceito para ativar gatilhos de consumo em diferentes épocas. Certamente, uma estratégia que pode render bons frutos para a sua empresa de eventos, especialmente em períodos de baixa nas vendas e fechamentos de contrato.




Comentários

Mantenha-se atualizado com nossas novidades, ideias e atualizações